WMS – A evolução do seu controle de estoque

WMS — Warehouse Management System ou Sistema de Gerenciamento de Armazém — é um software que oferece soluções para otimizar os processos operacionais com redução de custos. Com isso, ele ajuda as empresas a se tornarem mais competitivas.

Essa solução otimiza as atividades operacionais — melhorando o controle de movimentação de materiais, produtos e insumos. Ele também dá visibilidade e acuracidade no estoque junto a integrações com outros sistemas corporativos.

WMS é a mesma coisa que controle de estoque?

Existe um conceito errado no mercado, de que uma solução para gestão de estoque como o WMS é a mesma coisa que um simples controle de estoque. No entanto, esta solução oferece muito mais funcionalidades.

Até meados da década de 80, os sistemas de controle de estoque se limitavam a apenas apontar as entradas e saídas do estoque, a realizar a baixa dessas movimentações e a registrar pedidos de clientes.

Com o surgimento de novas tecnologias (Cloud Computing, ERP, automação, mobile entre outras) que foram sendo agregadas a esta solução, permitiu-se então a evolução de um sistema de controle de estoque para o então chamado WMS.

Os principais diferenciais de um WMS em relação ao controle de estoque comum é que o primeiro fornece:

  • suporte para o gerenciamento de atividades como armazenamento, separação, expedição e inventário do estoque;

  • o controle de endereçamento e a movimentação das mercadorias;

  • criação de relatórios úteis sobre o status das movimentação;

  • painéis com indicadores.

Tudo isso de forma ágil, automatizada e que ainda diminui a chance de erros humanos.

Benefícios do WMS

Trabalhar com um sistema de WMS traz muitas vantagens para as empresas. Conheça as principais:

  • Acuracidade no saldo do estoque: a falta de precisão no estoque pode fazer com que a empresa, por exemplo, venda um produto que não está disponível em seu estoque. Quanto maior for a empresa ou maior for a gama de produtos, maior é a possibilidade de este tipo de situação ocorrer. E, naturalmente, maiores serão os impactos e os danos desse acontecimento. A acuracidade no saldo do estoque garante a precisão dos custos e mais qualidade nas informações para a companhia.

  • Otimização do espaço de armazenamento: ao receber um produto, o WMS irá sugerir o melhor local para armazenar esse item. Dessa forma, garante-se que todos os espaços do estoque sejam ocupados e otimizados.

  • Eficiência operacional: uma vez que o colaborador responsável pelo armazenamento não precisa percorrer todo o espaço procurando por um local disponível, a operação ganhará maior visibilidade e otimização no tempo de execução das atividades. E isso aumenta a eficiência operacional da empresa.

  • Aumento da densidade de estocagem: em consequência da orientação de melhor local de armazenamento, melhora-se também a densidade de estocagem. Isso é: a quantidade de materiais estocados em uma determinada área. Esse benefício faz com que as distâncias percorridas na hora de separar um pedido sejam menores.

  • Redução de erros humanos: o WMS, aliado ao uso de outras tecnologias aliadas — como o código de barras, por exemplo —ajuda a reduzir os erros de controle de estoque gerados por falha humana.

  • Controle de validade: uma vez que o WMS reúne dados de todos os itens armazenados pela empresa, ele auxilia na redução de perdas de produtos por diversos motivos, tais como: expiração da validade, acondicionamento inapropriado, manipulação que cause quebra ou dano etc.

  • Agilidade na separação de pedidos: como o sistema conhece a localização exata de cada produto no armazém, ele pode indicar o melhor percurso para o recolhimento de itens de um pedido.

Por essas funcionalidades, um sistema de gestão de estoque como o WMS será o seu principal aliado para fazer melhor uso de seus recursos físicos e humanos para o gerenciamento do estoque. Os reflexos na empresa são sentidos através da melhoria de processos, redução de custos e imprevistos.

Tecnologias aliadas

De maneira geral, para que uma organização possa atingir esses benefícios, existem tecnologias auxiliares que devem ser usadas em conjunto com o WMS. Assim a empresa obtém o melhor que essa solução oferece.

O código de barras, por exemplo, facilita a identificação e classificação de itens no estoque. Ele fará com que a operação seja mais eficiente e à prova de erros. Já o uso de coletores de dados sem fio integrados ao WMS irá auxiliar na leitura dos itens com códigos de barras, na conferência e expedição dos pedidos e na leitura dos endereçamentos do seu estoque.

A integração do sistema de WMS com outras soluções utilizadas na empresa —como um sistema ERP — é outra maneira de potencializar a visibilidade e os ganhos operacionais da sua empresa.

E a sua empresa já utiliza um sistema de WMS? Conte-nos sobre os benefícios obtidos nos comentários!

Facebook
Facebook
LinkedIn