Como realizar seu inventário do estoque

Saber quantos produtos a sua empresa possui no estoque é fundamental para o bom andamento do negócio. Por isso, realizar inventário periódico do estoque é importante para a organização da empresa, fazendo com que os setores de compras, vendas e produção trabalhem de forma assertiva e sem imprevistos.

O que é inventário do estoque?

Realizar um inventário do estoque é basicamente identificar, classificar e então contar os produtos disponíveis no estoque da sua empresa. Fazer esse balanço é uma tarefa simples, embora possa ser trabalhosa.

Após realizar a contagem dos itens é importante conferir as quantidades encontradas com as esperadas, considerando aquilo que foi registrado como entrada e saída de estoque.

Por que é importante fazê-lo?

Executar um inventário do estoque é essencial para que você possa tomar ações com relação aos produtos ou insumos que estejam “encalhados” no seu estoque. Se a sua empresa trabalha com produtos perecíveis o inventário de estoque é ainda mais crucial, pois ajuda a evitar que produtos acabem vencendo antes de serem vendidos.

Além disso, o inventário do estoque é fundamental para detectar possíveis não conformidades entre o estoque real e o esperado. Essa incoerência pode ser consequência de procedimento de controle de estoque falho ou até mesmo perdas, roubos e extravios de produtos do estoque.

Para fins de fiscalização, não conformidades entre o estoque e a contabilidade podem resultar em autuações e multas por parte da Receita Federal. Para o setor industrial, a recente lei do Bloco K fez com que a necessidade do controle de estoque ficasse imprescindível.

Como fazer um inventário do estoque?

Para fazer um inventário do estoque é preciso seguir alguns passos básicos. Confira!

Passo 1. Classificação

Para realizar o inventário do estoque é importante que os produtos possuam uma classificação lógica. Primeiramente, você deve dividi-los em grandes grupos, como por exemplo: matérias-primas, produtos acabados e etc. 

Passo 2. Identificação

Em seguida, é recomendado que cada tipo de produto possua um código. Trabalhar com códigos facilita o inventário do estoque, tornando a organização e a contagem mais simples.

Eles também são úteis caso você decida integrar seu sistema de inventário com outros sistemas da sua empresa (ERP, por exemplo). Ou ainda, decida trabalhar com leitores de código de barras.

Além do código, é interessante que cada produto possua uma descrição contendo informações como cor, tamanho e outras características que ajudem na identificação e diferenciação desse produto.

Passo 3. Organização

A organização do ambiente também é imprescindível para o inventário do estoque. Prateleiras, caixas e armários ajudam a agrupar produtos iguais ou semelhantes no mesmo local, facilitando o processo de contagem.

Passo 4. Contagem

Com essas condições, fica muito mais fácil de realizar a contagem. Ela deve ser feita, preferencialmente, em um dia tranquilo, quando não houver movimentação de mercadorias na empresa.

Passo 5. Atualização do inventário

Feita a contagem, é hora de atualizar a lista de inventário do estoque. Nesse momento, é possível identificar incoerências e erros no estoque e tomar as ações adequadas caso seja necessário.

Realizar inventário do estoque é extremamente importante para a organização de uma empresa, já que incoerências no inventário de estoque podem ter consequências graves para o negócio. Ao adotar as boas práticas de classificação, identificação e organização explicadas nesse post, o processo de inventário do estoque irá se tornar mais sistemático e à prova de erros.

E então? Ficou com alguma dúvida em relação à realização do inventário do estoque? Compartilhe sua dúvida nos comentários ou entre em contato conosco! Estamos aqui para ajudá-los no que precisarem.