4 dicas para ter uma movimentação de materiais eficiente

Uma logística eficiente deve começar dentro do estoque, quando a movimentação de materiais é realizada de forma planejada e otimizada, trazendo resultados reais para as operações e, consequentemente, para toda a empresa. 

Isso é possível a partir de um planejamento estratégico e de ações específicas dos gestores, que devem levar em consideração questões como os processos realizados, a infraestrutura do armazém e as tecnologias aplicadas à gestão do estoque. 

Antes de tudo, saiba o que é um sistema WMS e como ele funciona. Depois, entenda como esse tipo de ferramenta, somada aos outros fatores, pode melhorar a movimentação de materiais de sua empresa e trazer mais resultados às suas operações.

Vamos conferir as dicas? 

4 fatores essenciais para melhorar a movimentação de materiais na logística

A seguir, destacamos pontos fundamentais ligados à eficiência na movimentação de materiais em uma empresa:

1. Faça um bom planejamento 

Cabe ao gestor logístico trabalhar com o planejamento de todos os seus processos. Ou seja, é fundamental que haja total conhecimento do que acontece no setor e de seu funcionamento. 

Ainda que não exista uma “receita de bolo” para tal atividade, alguns procedimentos podem servir de padrão e ajudar nesse processo, como a criação e análise de relatórios diários, o estudo do layout e da planta industrial, a realização de reuniões com os colaboradores e outros setores, o acompanhamento de tendências do mercado etc. 

2. Avalie seus processos internos 

Muitos gaps e falhas na movimentação de materiais na logística podem ter origem em processos mal executados.

Por exemplo, um picking manual pode demandar mais tempo de trabalho e gerar mais riscos de erros na separação dos pedidos do que outro que emprega processos automatizados e coletores de dados. 

Ao mudar certos processos, a tendência é que a gestão de estoque se torne mais otimizada, segura e eficiente, reduzindo riscos e custos e melhorando cada etapa dentro das operações. 

3. Invista na infraestrutura do depósito 

Outro fator importante para melhorar a movimentação de materiais no estoque está ligado à infraestrutura de seu depósito. E isso não se limita apenas a um layout adequado ou a maquinários modernos. 

Atualmente, as estruturas para armazéns são desenvolvidas visando um melhor desempenho logístico dentro do estoque, como sistemas Flow Racks, picking com esteiras, transelevadores, carros automáticos, porta-pallets e mezaninos industriais, que facilitam a movimentação de produtos, máquinas e pessoas.

4. Utilize um sistema de gestão de estoque como diferencial 

Em tempos de logística 4.0, é indispensável o uso da tecnologia dentro do estoque. Em um artigo recente da revista Época, pesquisas apontaram que essa é a principal preocupação das empresas para se diferenciarem no mercado. E os sistemas de gestão surgem como uma das principais soluções. 

O sistema WMS é o que há de mais moderno e avançado em termos tecnológicos para gestão de armazéns, otimizando cada etapa da logística interna de um estoque, desde o recebimento do material até a expedição.

Leia mais: Confira os diferenciais do AUTOLOG WMS

Trabalhando em conjunto com coletores de dados, toda a movimentação de materiais é registrada, controlada e monitorada em tempo real e com toda a segurança de informações que os produtos precisam ter, como data de validade, número de lote, tipo de SKU etc. 

Enfim, esses são os fatores básicos que devem ser levados em consideração na hora de otimizar a movimentação de materiais no estoque. Afinal, essa estratégia visa não somente melhorar a logística interna da empresa, mas também impactar diretamente importantes aspectos, como o financeiro e a percepção do cliente.

Gostou? Quer melhorar a movimentação de materiais em seu estoque? Então, agende uma apresentação do AUTOLOG WMS com um de nossos especialistas e conheça uma das soluções mais eficientes para a sua gestão logística!