Entenda a importância de integrar ERP e WMS

Por mais complexo que seja gerenciar um negócio — em especial quando se envolve uma cadeia de suprimentos —, é preciso admitir que, graças aos avanços da tecnologia, tudo é mais prático hoje. Quando imaginamos um setor de logística moderno, baseado em sistemas como ERP e WMS, vemos que os processos deixam de ser manuais. Isso possibilita diversas vantagens às operações, como agilidade, dinâmica e, é claro, redução de riscos e custos.

Mas afinal, quais são as funções desses sistemas, por que implementá-los e, principalmente, qual é a importância de trabalhá-los de forma integrada? Para saber as respostas a essas perguntas, continue a leitura e confira as dicas que trouxemos.

Qual é a diferença entre ERP e WMS?

Certamente, todo mundo que trabalha ou tem alguma ligação com o setor de logística já ouviu falar de ERP e WMS. Mas vamos lá!

Podemos definir o ERP como um software mais amplo e global, cuja função principal é o gerenciamento empresarial completo. Ou seja, é um sistema único e centralizado, que organiza todas as operações e os processos da empresa, englobando diversas responsabilidades e setores, como financeiro, compras e faturamento.

Já o WMS é desenvolvido com foco exclusivo nos processos de Supply Chain: o controle no recebimento no armazém, a identificação dos produtos, o endereçamento, o rastreamento interno, o picking e, finalmente, a expedição.

De forma básica, podemos entender ERP e WMS como se o primeiro fosse a grande “coluna vertebral” do negócio e o segundo fosse uma parte fundamental para sustentar essa estrutura e otimizar a gestão.

Integrar ERP e WMS

Por que fazer uma integração entre ERP e WMS?

Agora que você sabe melhor a função de cada software, é interessante entender que ambos podem trabalhar de forma conjunta — mesmo que tenham sido desenvolvidos por empresas diferentes — e otimizar tanto o Supply Chain quanto a gestão geral do negócio.

Imagine, por exemplo, que uma empresa já trabalhe com um ERP que aceite ordens de produção ou pedidos de venda. Ao integrar o sistema WMS, essas ações são encaminhadas automaticamente ao armazém para que ele agilize a produção ou separação da mercadoria.

Além disso, o sistema WMS possibilita a implementação modular de controle e gestão de cada etapa de sua cadeia de suprimentos — do recebimento até a expedição —, o que permite um gerenciamento muito mais amplo, detalhado e seguro dos processos de Supply Chain. Sozinho, o ERP não é capaz de fazer isso.

Por fim, como integrar ERP e WMS em sua empresa?

Como dissemos, mesmo que a sua empresa já trabalhe com um ERP, é possível implementar e integrar um WMS de forma completa ou modular. O AUTOLOG WMS, desenvolvido pela TWx, é um exemplo de solução que é integrável aos principais ERPs e sistemas de gestão do mercado.

A empresa oferece atendimento e suporte de uma equipe de TI especializada para integrar o WMS em seu sistema de gestão empresarial, aproveitando ao máximo as informações e os critérios pré-existentes.

Com o AUTOLOG WMS, a sua empresa passará a gerir todas as etapas e os processos de seu armazém ou CD, de forma integrada com o ERP, otimizando todas as operações, reduzindo os custos, agilizando as entregas e, principalmente, proporcionando as melhores experiências aos seus clientes.

Quer entender melhor como o AUTOLOG WMS pode ser a solução perfeita para a sua gestão de estoque? Então, entre em contato com os nossos especialistas e saiba mais sobre ele!