Dentro de uma cadeia de suprimentos, cada etapa demanda tempo, custos e processos que influenciam na eficiência de uma entrega. Nesse sentido, o chamado packing se refere ao procedimento de “empacotamento” do pedido ou, em outras palavras, à arrumação e ao acondicionamento dos produtos logo após o picking.

Assim como nas demais etapas de um supply chain, hoje é possível otimizar o packing por meio de tecnologias avançadas de gestão de estoque, como é o caso do sistema WMS, que possibilita a implementação de soluções focadas nesse processo de acondicionamento e conferência.

Mas você sabe, de fato, como funciona um módulo do WMS para o processo de packing e quais são as vantagens disso na prática? Então, continue a leitura e tome nota das dicas e informações que reunimos no nosso artigo de hoje!

Afinal, o que é a etapa de packing na logística?

Na prática, o processo de packing segue a etapa de separação dos pedidos. Nele, os produtos podem ser acondicionados na embalagem que será enviada ao cliente final. Nesse procedimento, também é possível identificar os dados do cliente no “pacote”, como nome, endereço, telefone, conteúdo etc.

Em alguns casos, é possível realizar o picking e o packing de forma simultânea. Nesse caso, o operador responsável recebe o volume para a conferência e o empacotamento dos itens que devem ser separados.

Quais são as vantagens e os desafios da conferência?

O packing não se limita à “arrumação” dos itens dentro de uma embalagem, especialmente quando se entende a influência direta desse processo na eficiência da cadeia, no prazo de entrega e na experiência do cliente final.

Ou seja, o packing tem um papel fundamental dentro da cadeia de suprimentos. Nesse sentido, o uso da tecnologia é imprescindível para gerar resultados reais, tanto para a operação quanto para a satisfação do cliente.

Quando se trata de montagens de kits, por exemplo, o processo de packing representa, talvez, a etapa mais importante para se oferecer uma distribuição rápida e eficiente. Entre os principais desafios a serem solucionados estão:

  • conseguir atender a um padrão On Time In Full (OTIF);

  • reduzir filas de espera;

  • otimizar o tempo de conferência e empacotamento;

  • garantir uma produtividade constante dos operadores;

  • ter controle e eficiência na conferência e montagem dos kits.

Young man working at a warehouse with boxes

Como um módulo do WMS pode otimizar o packing?

Atualmente, a implementação modular de um sistema WMS possibilita solucionar e otimizar todas as etapas do supply chain de forma separada, o que inclui, evidentemente, o processo de conferência e packing.

Na prática, após a separação dos pedidos certos — graças ao uso de coletores de dados —, os produtos são conferidos e podem ser empacotados para seguirem viagem.

Nesse processo, as embalagens também serão etiquetadas com todos os dados necessários para a identificação de seus conteúdos, destinos e clientes.

Entre as principais funcionalidades do módulo packing de um sistema WMS, vale destacar:

  • checkout desktop;

  • checkout coletor;

  • geração de etiquetas de volume;

  • geração de packing list.

Conheça o módulo packing/conferência do AUTOLOG WMS Essencial

Em resumo, vimos a importância e as vantagens de se investir na otimização do processo de conferência e packing em seu armazém.

Como bem destacamos, o sistema WMS é a solução mais avançada para a gestão de estoque, sendo possível a sua implementação modular para empresas que buscam melhorar essa etapa em particular.

Se você busca esse tipo de solução, gostaríamos de apresentar o AUTOLOG WMS Essencial, uma versão do nosso software focada e direcionada às necessidades de cada empresa.

Entre em contato agora mesmo com a gente e agende uma apresentação com um de nossos especialistas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir bate-papo
1
Olá 👋
Posso Ajudar?